cro

terça-feira, 26 de maio de 2015

[Livro] Lost in the Ley Lines, de Kate Carson


Título Original: Lost in the Ley Lines
Título em Português: --
Série: The Ley Lines Series #2
Autor(a): Kate Carson
Editora: Snow Fox Publishing
Páginas: 66
Data de Publicação: 25 de Maio de 2015
Sinopse:
Left reeling from the Clan's departure into battle, Millie Canvers is running out of time to save the only family she's ever known. The fate of the MacKay and MacAllister clan hangs in the balance, and Millie has never felt more like an outsider to this time. But saving her friend Isabel from marrying the brutal Nicol MacKay is only the beginning of her troubles.. Millie isn't prepared for the consequences of her actions that set an unexpected, unstoppable course into motion for Cian. Will Millie gather the strength to fight for her budding relationship when she feels utterly Lost in the Ley Lines?
~ Recebemos este livro directamente da autora. Obrigada! ~

Opinião:
Quero começar por dizer…Que final foi aquele??? Se fosse o último livro tenho a dizer que ficaria sem dúvida muito triste!!! Mas, e é um grande MAS, como vai haver mais um livro ( e segundo a autora só serão mais umas semaninhas de espera) eu vou aguentar até lá e esperar pelo Happy Ending – se não houver um, vou ficar super triste.

Voltando à review e agora mais seriamente. Este é o segundo livro das Ley Lines (podem ver a review do primeiro aqui), e assim que o recebi nem pensei duas vezes, foi logo devorado.

Gosto imenso do toque de escrita “escocesa”, isto é, a maneira como está escrito para dar a entender (e nós ouvirmos na nossa cabeça enquanto lemos) que é um escocês a falar e ouvimos o seu sotaque cerrado. Mas por vezes acho que é um pouco exagerado, ou sou eu que não estou habituada, porque há alturas em que me custa a ler certas passagens.

Neste livro voltamos a encontrar Millie, Cian, Isabel e as outras personagens do séc. XIV e retornamos ao ponto exacto onde ficámos no primeiro livro: à espera dos homens que foram para a batalha. Eu sou como a Millie – acho que não conseguia estar quieta enquanto “os homens vão para a batalha”.

No primeiro livro, soubemos que Millie voltou atrás no tempo porque tinha de mudar o destino de dois clãs escoceses. A dúvida com que começámos este livro foi: será que conseguiu? Eu já suspeitava que sim pela simples razão de gente que não tinha ido à batalha da primeira vez, foi, aquando da chegada de Millie (e por ela).

Cian e Millie… São um casal tão fofo! E ele, apesar de se enquadrar perfeitamente na sua época, acaba por ser diferente do típico escocês que se conhece, que quer é lutar pelos seus territórios, etc. Cian, como ele próprio se descreve, é um pacificador, só quer cuidar da sua casa e do seu gado e ser feliz casado com uma mulher.

Este livro acaba por ter mais violência – e toca um tema particularmente importante: a violência doméstica. Gostei que mostrasse os dois lados (quem presta atenção e age e quem olha para o lado e evita ou não quer saber) porque, sejamos realistas: se não mostrasse que se fechava (e ainda fecha!) muitos os olhos aos maus tratados, especialmente na época em que se passa, eu diria que o livro não mostrava completamente a realidade.

Gostei muito que neste livro a Isabel mostrasse mais o seu lado corajoso e reagisse, não ficando impávida como a filha obediente que era esperada.

Abraham é uma grande personagem apesar de aparecer pouco nos livros. Foi este homem que levou Millie para o século XIV e que a vai proteger e ajudar na sua jornada. Vou apenas dizer que temos cenas queridas entre este senhor e Millie neste livro.

Para concluir, um livro rápido e pequenino, que eu gostava que fosse maior, e que me deixou com lágrimas nos olhos em certos momentos. Fico ansiosamente à espera do próximo volume!


• Lass of the Ley Lines (The Ley Lines #1)  (Joana)
• Lass of the Ley Lines (The Ley Lines #1)  (Carla)
• Lost in the Ley Lines (The Ley Lines #2) (Joana)
• Lost in the Ley Lines (The Ley Lines #2)  (Carla)
• Love in the Ley Lines (The Ley Lines #3) (Joana)
• Love in the Ley Lines (The Ley Lines #3) (Carla)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Todxs são bem-vindxs a contribuir para este blog, mas apenas pedimos que o façam de forma respeitosa e coordenada.