cro

quinta-feira, 28 de maio de 2015

[Graphic Novel] Family Pets, de Patrick Shand & Sarah Dill


Título Original: Family Pets
Título em Português: --
Série: --
Autor(a): Patrick Shand & Sarah Dill
Editora: Silver Dragon Books
Páginas: 154
Data de Lançamento: 14 de Julho de 2015
Sinopse:
Ever since her parents died on her fifth birthday, Thomasina has been daydreaming that someday something amazing will happen in her life to make up for the hurt she's been through. But after turning sixteen, Thomasina begins to accept that her life will remain unremarkable... But when she wakes up one morning to discover that her foster family has been turned into pet animals and her favorite pet snake into a dashing young man, her ordinary life will turn into an extraordinary adventure!
~ Recebemos este eARC via NetGalley. Thank you! ~

Opinião:
Eu adoro graphic novels, comics, mangas e coisas do género, e adoro animais. Por isso, Family Pets pareceu-me ser uma escolha acertada para mim!

Family Pets é a história de Thomasina, uma rapariga órfã que vive com a avó e com restantes familiares. Ela não se sente em “família”, não sente que faça parte daquele mundo. Ela apenas tem dois amigos: Smitty, um trompetista com quem nunca falou, e Sebastian, a cobra. Um dia, toda a sua família – excepto a avó – é transformada em animais e a cobra torna-se em humano.


Sebastian, a cobra-humana, é, de longe, a minha personagem favorita, não apenas porque ele era Britânico, mas também porque ele era super engraçado e a personagem mais activa da história. Abuela, avó de Thomasina, também foi uma personagem interessante. Ela tinha uma webpage, onde escrevia as parvoíces que a neta dizia, fazia uploads de vídeos, e não era, de todo, uma “senhora de idade”. Em espirito, era bem mais nova que a própria neta.



Quando comecei a ler este livro não sabia nada sobre o plot. Decidi ir à descoberta do desconhecido e deixar-me surpreender por isso, o que significa que não estava à espera de muitas coisas que acabaram por acontecer. Estava tão presa no plot que decidi ignorar os meus amigos. (sorry, guys!) Smitty foi uma personagem interessante, a meio da história achei que ele poderia ter tido muito mais importância (não querendo dizer que não teve importância, antes pelo contrário), mas poderia ter sido algo mais do que aquilo que acabou por ser. Como disse, Sebastian é a minha personagem favorita porque ele foi a personagem cómica do livro; ele tinha muito boas tiradas e foi, possivelmente, a personagem mais próxima de mim. Ele estava sempre a fazer referências nerdy, o que é awesome! Sebastian is my spirit animal!


Uma vez de que se trata de uma graphic novel, é importante falar sobre a arte. Não conheço nenhum dos autores. Este foi o primeiro livro que li e gostei. A história é gira, engraçada e interessante – teve um final bastante bom, uma mistura de “girl power” com “tenho que descobrir a mim mesma e não quero ser definida pela opinião dos outros”. A arte também é muito boa. Todas as expressões faciais estavam lá; nós podíamos perceber o que se passava apenas por olhar para os desenhos. Tinha alma – à falta de melhor expressão. Uma mistura muito boa de desenho e escrita.

2 comentários:

Todxs são bem-vindxs a contribuir para este blog, mas apenas pedimos que o façam de forma respeitosa e coordenada.