cro

domingo, 26 de abril de 2015

[Filme] Capitão Falcão, de João Leitão


Título Original: Capitão Falcão
Realização: João Leitão
Argumento: João Leitão & Nuria Leon Bernado
Elenco Principal: David Chan, Gonçalo Waddington, José Pinto, Miguel Guilherme, Rui Mendes e Tiago Rodrigues
Ano: 2015 | Duração: 104 mins

Sinopse:
Capitão Falcão conta a história de um super-herói Português ao serviço do Estado Novo. Juntamente com o seu sidekick, Puto Perdiz, Falcão combate todas as ameaças à Nação, respondendo a um homem apenas, António de Oliveira Salazar. Mas estranhos acontecimentos e uma ameaça democrática começam a invadir a capital. Conseguirá Capitão Falcão salvar o dia?

Opinião:
Não me divertia tanto num filme português desde... nunca.

Capitão Falcão é uma sátira ao anti-comunismo e fascismo que se viveu em Portugal durante os anos da ditadura, num filme onde os Capitães de Abril são os vilões e os defensores da ditadura os heróis. Uma comédia subversiva muito bem feita e com uma crítica muito bem construída e divertida.


Capitão Falcão é o super-herói português que está ao serviço do Estado Novo a combater, com a ajuda do seu sidekick Puto Perdiz, todas as ameaças à pátria portuguesa: comunistas (ou comuninjas), as terríveis feministas e a maior ameaça de todas, a democracia. Gonçalo Waddington dá vida a esta personagem tão caricata de forma sublime. Não vou dizer que é o melhor filme português dos últimos tempos (até porque não quero reduzir o filme a “um filme português” nem eu vi assim tantos filmes portugueses para fazer tal comparação), mas é, sem dúvida, um dos melhores filmes que vi recentemente.

Uma mistura de filme de alta produção com um filme meio artesanal, com sequências demasiado teatrais a roçar o “mau filme” (onde, a meu ver, é esse o objectivo), correndo o risco de não funcionar, mas que no plano geral filme é o que o torna tão bom. Usando um cliché típico das reviews de cinema: este filme é uma lufada de ar fresco. É um filme criativo, inovador, divertido e mais do que isso tem algo subjacente incrivelmente bem estruturado. Uma mistura de Batman (vejam só o poster, não vos lembra nada? Batman e Robin, não?) com lutas à Jackie Chan ou Bruce Lee, e com uns Capitães de Abril que mais parecem os Power Rangers. E o Major Alvegaberto (Ricardo Carriço) que faz uma pequena aparência no filme?


Um filme com uma produção muito bem pensada e executada, realização de mestre, uma montagem muito hollywoodesca (a pós-produção com os efeitos visuais, e tudo mais, demorou um ano para terminar) e uma interpretação incrível de todos os actores, destancando Waddington pelo seu trabalho extraordinário como Capitão Falcão. Não posso deixar de refrir a banda sonora deste filme que é toda original, composta por Pedro Marques e gravada pela Orquestra Sinfónica de Praga, que assenta no filme que nem uma luva.

Ainda bem que João Leitão nunca desistiu deste projecto e que conseguiu transformá-lo num filme. O mesmo já disse numa entrevista que todos estão disponíveis para fazer sequelas de Capitão Falcão. Por isso, façam o vosso dever patriótico e dirijam-se às salas de cinema para verem este filme português! Sem o vosso apoio não há como manter o filme em sala e as sequelas não irão passar de meros sonhos.


Capitão Falcão tem de tudo para ser um sucesso e espero que muitos portugueses se desloquem às salas de cinema e que comecemos a apreciar e a dar valor ao que é nosso. Apoiar o cinema português e não cair na estupidez de que tudo o que é português, e em especial o cinema, não presta. Não estou a dizer que tudo é bom, mas não caiam no cliché e abram os vossos horizontes.


Sem comentários:

Enviar um comentário

Todxs são bem-vindxs a contribuir para este blog, mas apenas pedimos que o façam de forma respeitosa e coordenada.